Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Disse-me uma amiga

Disse-me uma amiga

23
Set21

O cliente não tem sempre razão

Disse-me uma amiga

A minha amiga trabalha no atendimento ao público. Queixou-se há uns dias que depois do Covid as pessoas estão ainda mais idiotas. Que tudo o que tem vindo a acontecer desde aí, serviu para trazer ao de cima o pior de todos.

As entidades empregadoras não querem saber se o funcionário tem que lidar com centenas de clientes hostis o mês inteiro. Querem que apareçam resultados, que a empresa e os colaboradores continuem a ser produtivos, educados, simpáticos e sempre disponíveis para todas as mudanças que vão implementando, enquanto pedem mais e mais e ainda mais.

Continua a prevalecer a ideia de que o cliente tem sempre razão. E neste cenário, em que tantas vezes o colaborador está a ser diminuído, mal tratado e até agredido verbalmente, não podemos deixar que o cliente tenha sempre razão.

Uma empresa tem 20 funcionários a atender milhares de clientes todos os meses. Mas desses 20, talvez 5 sejam bons funcionários. Em vez de estarem tão preocupados em manter clientes a todo o custo, mesmo que assente na humilhação dos colaboradores, não seria mais produtivo reverem as condições de trabalho dos mesmos, para assegurar que mantêm os bons, os que efetivamente suportam as empresas e as tornam grandes empresas? 

Fazer novos clientes não será mais fácil do que manter bons trabalhadores?

20
Set21

Distância segura

Disse-me uma amiga

Aconteceu no outro dia a uma amiga minha.

Foi visitar o marido ao trabalho, encontrou uma das colegas que a cumprimentou e disse "Toda cheirosa. Tu e o teu homem!"

A resposta imediata foi "Amiga, amiga, se estás a sentir o cheiro do meu homem, não estás a manter a distância segura."

"Segura para mim ou para as mulheres em geral?" 

"Sim."

E eu tenho que concordar...

20
Set21

Quero sentir-me bastante

Disse-me uma amiga

Disse-me uma amiga que estes dias têm sido difíceis lá por casa. Reina o tratamento de silêncio, o pós discussão, em que nada nunca se discute verdadeiramente e, uns dias depois, no meio da rotina, voltam ao normal e fingem que está tudo bem.

As discussões são sempre sobre o mesmo. Acontece que a minha amiga é muito ciumenta. Algumas pessoas diriam que é um defeito, mas nem sempre se trata de uma doença, ou comportamento sem qualquer justificação.

No início da relação, parecia que ele só tinha olhos para ela. Onde quer que fosse, sentia sempre os olhos dele em cima dela, a olhá-la com amor. A procurá-la porque afinal tinham saído para se divertir juntos e era exatamente isso que iam fazer.

Hoje em dia, o que acontece é bastante diferente. Sair serve para ir "lavar as vistas", os olhos que estavam sempre a segui-la, seguem todas as direções, à sua volta. 

Aquilo que podem chamar de ciúmes, não é mais que insegurança. Mas a verdade é que quando ele te ama, o papel dele não é assegurar que não vai permitir que nada te faça sentir diminuída, que nada te faça sentir que não és bastante?

E eu estou completamente de acordo...

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub